A cortina ideal

Aprenda a escolher a cortina perfeita para sua casa!

Cortinas, além de controlar a iluminação, elas dão aquele toque de sofisticação, elegância e aconchego ao ambiente. Se você está lendo esse post e porque possivelmente está pesquisando sobre cortinas e gostaria de aprender mais sobre esse acessório, sendo assim vamos logo para a parte que interessa e que você está doida(o) para saber. Afinal, como escolher a cortina ideal para a sua casa?

As cortinas de sua casa podem ser escolhidas de acordo com o seu gosto pessoal e por isso podem ter comprimentos, cores, tecidos e detalhes diferentes. Mas o fator beleza está longe de ser o principal requisito na hora da escolha da cortina ideal. As cortinas precisam atender também às necessidades do ambiente. Outro ponto que não pode passar desapercebido é o custo, o quanto você deseja investir.
A escolha do tecido para cortina faz toda a diferença no resultado final em cada cômodo da casa. Para não errar na escolha do tecido da cortina, a principal dica é escolher um tecido liso ou estampado que tenha em sua composição uma tonalidade próxima ou igual a algum elemento do ambiente. Para dar suavidade em locais com paredes e pisos escuros, escolha cortinas com tonalidades neutras.
Se o objetivo é ter uma luminosidade suave no ambiente e difusa, os tecidos como voal, chiffon, gaze de linho e organdi em cores claras como o branco, bege e transparente são excelentes opções. Esses tecidos apresentam um ótimo caimento e deixam locais como a sala de estar e jantar com um toque de elegância e delicadeza na medida certa!
Modelos de cortinas pesadas, cheias de sobreposições e detalhes muito carregados devem ser deixados de lado. Para ter um ambiente harmonioso e moderno, opte por cortinas em tecidos leves e de modelos simples que sejam fáceis de combinar com o restante da decoração.
Para proteger do excesso de luminosidade, use tecidos mais encorpados como linho puro, seda rústica, brim e lona de tons mais neutros e escuros compostos com um forro (blecaute, tergal, náilon, gabardine e microfibra). Esses modelos de cortina para casa combinam com ambientes como quarto e escritório, onde é preciso ter um clima de aconchego e tranquilidade. Porém evite cortinas de tecidos escuros em janelas onde o índice de luz solar seja intenso, pois tonalidade escuras reter calor e aumentar a temperatura do ambiente, e isso sem dúvidas irá trazer um desconforto ao ambiente.
Em contra ponto, cortinas confeccionadas com tecidos mais pesados ou com sobreposições são ótimas para aquecer ambientes nas épocas mais frias do ano, como outono o ou inverno. O importante é identificar qual é a necessidade do ambiente.

Não esqueça da manutenção e higienização. A vantagem das cortinas confeccionadas com tecidos sintéticos é que as mesmas podem ser lavá-las em casa, o que é um ponto positivo para quem busca associar a economia. Já os tecidos naturais devem ser lavados somente em lavanderias especializadas, pois os mesmos necessitam de uma higienização especifica.

Não erre no cumprimento!

Para pendurar a cortina, é preciso usar um trilho ou varão. Existem varões de diversos tipos e materiais e para escolher, vale a mesma regra de optar sempre pelo que melhor se adapte ao ambiente. Em seguida, é preciso tirar as medidas de altura e largura das janelas, e muita atenção pois é fundamental saber a medida exata da janela para determinar a quantidade
certa de tecido para cada estilo de cortina. Para quem optar por modelos prontos, o cálculo é simples: some a largura da janela a 40 cm* e multiplique o total por 2 caso o tecido seja encorpado (linho, algodão, shantung), ou por 3 se for mais leve (voile, seda).Dica: É recomendado deixar 20 centímetros de sobra para cada lado da janela para evitar claridade indesejada, ações do vento ou comprometimento estético da cortina.

Ficou difícil de entender? Então veja esse exemplo:

3.00m (janela) + 20cm (lateral direita) + 20cm (lateral esquerda) = 3.40m x 2 = 6.80m de tecido

Caso prefira uma cortina mais prática e com um material que não seja tecido, escolha as persianas. Além de modernas, elas combinam com qualquer decoração e ajudam a controlar melhor a luminosidade do ambiente. As cortinas também podem ser usadas como detalhes em paredes ou servir como divisória de ambientes. Nesse post não iremos nos aprofundar nas persianas, mas já estamos preparando outro post completo, repleto de dicas incríveis dos designers de interiores Rafael Gomez, Tereza Bissoto e Rosangela Pimenta somente sobre persianas! Aguarde!!!

Esperamos que você tenha gostado das dicas!Você pode contar com a In.tetto em seu projeto, se você está pensando renovar sua decoração! Possuímos uma equipe de arquitetos e designers de interiores preparada para atender a sua necessidade e ajudar você a realizar o seu sonho! O melhor escritório de arquitetura e interiores do Tatuapé e região é aqui!

Compartilhar:

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin