Como deixar a casa segura para a geração prateada

Segundo os dados Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a população brasileira no ano passado foi estimada em 207,8 milhões de pessoas, 5,1% a mais do que em 2012. As pessoas com 65 anos ou mais de idade representavam 10,5% desse total, o correspondente a 21,872 milhões de pessoas. Com esses dados em mente podemos ter certeza que o publico acima dos 65 anos representa uma grande parcelar de pessoas que necessitam de atenção e cuidados especiais, e nos próximos anos esse número tende a aumentar. 

Pode parecer excesso de zelo, mas assim como as crianças, os idosos precisam que a casa seja um ambiente seguro. A partir dos 60 anos a mobilidade e os reflexos tendem a diminuir, e os sentidos como audição e visão podem já não ser tão bons quanto eram antes. Estudos mostram que 1/3 dos atendimentos nos hospitais são de idosos, e para o espanto a maioria desses atendimentos são decorrentes de traumas e acidentes domésticos. 

Pensando nisso hoje iremos passar algumas dicas simples e práticas para adequar a decoração de sua casa e deixa-la mais segura para os idosos. Afinal esse é um assunto importante visto que, como já dizia o Chaves: “Se você é jovem ainda, jovem ainda! Amanhã velho será! “. Esse é um processo inerente que todos iremos passar um dia e lidar como o tema com carinho e atenção é sempre a melhor opção!

Passagens, pisos e tapetes

• A passagem entre os cômodos deve ser livre de móveis, objetos e fios. Animais de estimação de pequeno porte também não devem circular na mesma área que os idosos, para evitar que eles tropecem e caiam;

• Se houver tapete na casa, eles devem ser antiderrapantes, para evitar possíveis escorregões;

• Evite deixar o piso molhado, úmido ou escorregadio devido ao uso de produtos (cera). Piso como porcelanato polido não é uma boa opção para idosos, visto terem uma superfície completamente lisa e escorregadia, dê preferência ao acetinado ou antiderrapante. O mercado hoje oferece opções de tratamento antiderrapante para porcelanato polido que diminuem consideravelmente o risco de acidentes preservando o brilho intenso da peça. 

Móveis, escadas e iluminação

• Os mesmos cuidados com a mobília, necessários para as crianças, se aplicam aos idosos: protejar os móveis pontiagudos com cantoneiras de silicone. Móveis arredondados são melhores;

• Nas escadas, deve haver um corrimão firme, um pouco maior do que a escada nas duas extremidades;

• Sempre que possível opte por rampas com corrimãos em vez de degraus.

• Privilegie a ventilação natural. Quanto mais arejado o ambiente, melhor. É melhor que as varandas e janelas tenham tela de proteção, para evitar possíveis quedas causadas por tonturas e desequilíbrio;

• Os ambientes devem ser bem iluminados, mas sem lâmpadas muito brilhantes, pois podem provocar ofuscação dos olhos. Os interruptores devem ser de fácil manuseio e, na falta de uma luz permanentemente acesa, as luminárias e abajures devem acesos com apenas um toque. É fundamental ter iluminação ao lado da cama;

• Os armários e os eletrodomésticos devem ficar em uma altura que permita fácil acesso e uso;

• Ajuste a altura dos móveis. Na cama, o idoso deve poder sentar-se e apoiar os pés no chão. Nas cadeiras, sofás e poltronas também, além disso, esses móveis devem ter um apoio lateral para os braços. O mesmo pode ser aplicado em áreas como a cozinha, o fogão e as pias devem ter o posicionamento adequado para a cada pessoa; isso irá ajudar muito nas tarefas diárias. 

Cuidados na área dos Banheiros

• As torneiras devem ter abertura e fechamento fácil;

• As portas devem ser fáceis de abrir, e as fechaduras e trancas devem abrir por dentro e por fora;

• Os armários os devem ficar em uma altura que facilitem o uso, ainda mais em áreas molhadas.

• No banheiro, use tapetes de borracha antiderrapantes que grudem no chão. A instalação de barras de apoio fixas na área de banho e ao lado do vaso sanitário é um item que não pode faltar. Evite box, principalmente de vidro, além de dificultarem a passagem e oferecem um maior risco no caso de queda;

• Os pisos antiderrapante também são indicados para os banheiros.

Esperamos que você tenha gostado do artigo. Se busca projetar a sua casa ou apartamento você pode contar com a In.tetto. Confira nossos projetos ou se preferir você pode marcar um horário com nossa equipe agora mesmo basta clicar aqui será um prazer atende-lo. Até o próximo artigo, abraços!

Compartilhar:

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin