Novos tempos para o home office

Confira algumas ideias para montar o seu novo ambiente de trabalho

Nesse momento que estamos passando no cenário mundial devido o COVID-19, algumas mudanças de hábitos e adaptações foram e estão sendo necessárias para manter a normalidade. Uma dessas alterações foi em nosso ambiente de trabalho, muitas pessoas hoje estão trabalhando em home office. Esse ambiente tem a necessidade de estar sempre bem organizado para uma melhor rotina de trabalho e estudos, mas para isso acontecer é preciso escolher móveis funcionais e de boa qualidade, e se tem um móvel que pode te ajudar a manter seu ambiente de trabalho sempre em ordem esse móvel é a escrivaninha com estante.

A escrivaninha com estante é um móvel 2 em 1 super prático e ideal para quem precisa guardar e organizar livros, materiais de papelaria e documentos, além de ser uma ótima escolha para home office pequeno. Nesse post iremos dar dicas de como escolher sua escrivaninha com estante além de modelos para lhe inspirar.  

Como escolher escrivaninha com estante

O ambiente de trabalho e estudos sempre precisa ser planejado de modo a levar conforto e funcionalidade para quem estiver usando, e como nós falamos, para isso é necessário investir em móveis funcionais e de qualidade como uma boa escrivaninha com estante para livros e arquivos.

Muitas pessoas desejam ter um home office, porém a falta de espaço para isso faz parte da realidade de muitas casas, e por conta disso é bem comum fazermos um pequeno escritório dentro do quarto, afinal, esse ambiente é mais íntimo e silencioso, portanto, excelente para trabalhar e estudar.

 

A primeira coisa que deve ser feita antes de comprar a estante com escrivaninha é tirar todas as medidas de onde o móvel será usado, pois assim você consegue escolher o modelo de escrivaninha com estante para livros que se adéqua melhor ao tamanho do ambiente sem comprometer a circulação. 

A escrivaninha com estante para quarto pode ser usada tanto em quarto de casal, quarto solteiro ou mesmo infantil, a dica aqui é escolher um modelo que irá se encaixar bem na sua rotina e não atrapalhar a circulação pelo quarto.

Se o quarto for pequeno o melhor tipo de escrivaninha com estante é a planejada, afinal de contas ela será feita para ocupar exatamente o espaço que você deseja, além de ser um móvel de muita qualidade e personalizado de modo a se harmonizar a sua decoração.

O modelo de escrivaninha de canto com estante, é um modelo muito interessante para quartos pequenos, pois a escrivaninha de canto com estante se encaixa perfeitamente naquele cantinho do quarto que você não sabia como usar, porém, há no mercado modelos grandes de escrivaninha de canto com estante ideias para quem precisa de uma grande bancada para trabalhar e estudar.

Caso você opte por uma escrivaninha branca com estante para o seu ambiente de trabalho e estudos é importante analisar bem se o design tem a ver com seu estilo de decoração, e também observe se é uma escrivaninha com estante e gavetas, ou se ela tem mais prateleiras, pois isso irá influenciar na maneira que você irá organizar os itens em sua escrivaninha.

A escrivaninha com estante para livros não é um móvel exclusivo para o home office, afinal de contas há muitos escritórios que investem nesse modelo de escrivaninha devido sua praticidade e funcionalidade para as tarefas do dia a dia.

Para escolher a escrivaninha com estante para livros e documentos que será usada no escritório é válido as mesmas regras que uma escrivaninha para quarto, é preciso que o móvel se adeque bem ao estilo de decoração do ambiente e também ao espaço disponível, além disso, é necessário saber o tipo de trabalho que a pessoa que usará essa escrivaninha irá fazer, afinal de contas, algumas pessoas podem precisar de uma bancada de trabalho maior como engenheiros e estilistas, já outras profissões podem precisar de uma escrivaninha com estante e gavetas para melhor organização de arquivos no ambiente de trabalho.

 

Confira agora alguns modelos de escrivaninha com ou sem estante. 

Esperamos que você tenha gostado do artigo tenha ajudado você a se inspirar e escolher o melhor modelo de escrivaninha para o seu home office. Porém não esqueça, caso você precise de uma ajuda profissional para projetar seus moveis, projetar a sua casa ou apartamento você pode contar com a In.tetto. Você pode marcar um horário com nossa equipe agora mesmo basta clicar aqui será um prazer atende-lo. Até o próximo artigo, abraços!

Piso sobre piso

Conheça Alguns Modelos e Cuidados Necessários

Cedo ou mais tarde a reforma se torna inevitável, pois com o passar do tempo, os pisos costumam apresentar marca de uso ou também saindo dos padrões da moda de certa época.

Por mais que essas marcas incomodem, muitas vezes trocar o piso parece ser um problema ainda maior! Quando se constata que é preciso para trocar o piso logo vem à mente as imagens da cerâmica quebrada, muita poeira, espaços interditados, muita confusão e gastos. Chega a dar um desanimo, não é mesmo?

 Se você pensa dessa forma, fique sabendo que existe uma solução que ajuda a reduzir a bagunça, os dias da obra e as dores de cabeça, que é o assentamento de piso sobre piso. Muitos têm usado essa técnica para diminuir os custos, já que não serão feitos os serviços de demolição e descarte de entulhos.

 

 

Hoje iremos mostrar alguns tipos de pisos que podem ser instalados sobre os outros, além de apresentar os cuidados necessários para que possa realizar uma obra sem dores de cabeça. Você irá adorar, pois o resultado final é incrível!

 Antes começarmos a falar sobre os modelos de piso, é importante saber que alguns cuidados devem ser tomados antes da aplicação. Independente do modelo escolhido uma limpeza da base deve ser realizada. Verifique também se existem peças soltas, ocas ou estufadas. Piso oco ou estufado pode ser um sinal de vazamentos, infiltrações ou outros problemas que devem ser resolvidos antes de colocar o novo revestimento. Remova uma peça do piso antigo para se certificar de que o contrapiso está em boas condições, sem esfarelar. 

Atenção com a expessura

O reajuste do ambiente é um fator importante na hora da aplicação do piso sobre piso. Pois com uma camada extra de piso o nível do chão irá aumentar, assim as portas, soleiras, armários, rodapés e tomadas devem ser ajustadas a este novo nível.

O padrão de altura dos revestimentos é de três milímetros, segundo o mercado. Na hora de comprar um novo piso considere sua altura e se é possível fazer o ajuste no cômodo desejado. Esses cuidados irão garantir o sucesso da instalação do novo piso!

É importante salientar que em apartamentos algumas regras devem ser levadas em consideração, verifique antes de começar se todo peso extra está dentro das normas da edificação. 

Piso de cerâmica

Quando falamos piso a primeira opção que vem a mente é a cerâmica. E a cerâmica de fato é uma opção perfeita para a aplicação sobre pisos. E sim, ela pode ser instalada sobre outros tipos de pisos, menos em pisos feito de madeira, e essa restrição existe devido a um fator térmico.

A alteração de temperatura e a expansão da cerâmica pode ocasionar o descolamento da camada entre os dois pisos. Por esse motivo, é recomendado o uso de uma argamassa especifica para instalação de cerâmica em piso de madeira. Com isso você terá uma maior aderência da peça e uma secagem mais rápida. Garantindo assim aquela repagina do ambiente com total segurança!

Porcelanato

Quando falamos de aproveitamento de espaço a melhor opção é o porcelanato extra fino. Além da vantagem na espessura da peça, o parcelado extra fino é mais leve. Essa matemática ajuda muito quando se soma o piso já instalado no local e a nova camada a ser aplicada. 

Para essa opção também é necessário o uso de uma argamassa específica para porcelato extra fino. Essa é uma opção relativamente pratica com resultados incríveis. 

Piso laminado

Essa alternativa é excelente para ser colocada sobre cerâmicas, contrapisos e carpetes, tornando desnecessária a remoção de todo o item do lugar. Uma dica bem legal é que, quando instalado sobre o carpete o piso laminado se torna uma solução acústica, reduzindo assim ruídos e melhorando o conforto dos moradores.

Piso de madeira

Além de combinar com qualquer tipo de decoração, esse modelo de piso também pode ser instalado sobre um piso já existente.

E para isso, é necessário apenas que a base esteja nivelada e verificação para saber a altura final do novo piso. Isso porque o piso de madeira é mais espesso e por aumentar a altura do piso anterior talvez as portas precisem ser adaptadas e cortadas na parte de baixo.

Piso de resina

Você já ouviu falar da resina epóxi? Essa é uma solução que pode modificar completamente o aspecto da sua casa, tornando-a mais bonita, atraente e moderna! 

Os cuidados com sua aplicação são um pouco maiores, pois além de não ser recomendada para ser instalada sobre pisos de madeira, sua aplicação é indicada para locais com menos contato frequente com a água, aumentando assim a vida útil do produto. Uma das maiores vantagens é que o acabamento do produto o deixa liso e livre de juntas aparentes.

Cimento queimado

O cimento queimado é uma opção bastante econômica, além de traz um aspecto bem rústico ao ambiente. Ao misturar pisos diferentes, o ambiente ganha um aspecto moderno e bonito!

Mas é importante saber que, o piso anterior não esteja completamente liso, pois a massa dependerá de um certo atrito para que seja fixada.

Embora exija alguns cuidados, quando bem aplicado o piso sobre piso entrega um resultado final impressionante. Em muitos casos o trabalho sai mais econômico e rápido e a garantia de satisfação é altíssima.

 

Neste artigo mostramos alguns modelos de piso sobre piso que podem ser aplicados! Seguindo os devidos cuidados com o piso anterior, sua casa passará por uma breve reforma e ganhará um visual novo sem nenhum grande problema!

Esperamos que você tenha gostado desse artigo. Como vimos ao longo deste conteúdo, reformar a casa não precisa ser uma grande dor de cabeça, nem mesmo deve ser deixada de lado por receio de possíveis transtornos. E na In.tetto você encontra tranquilidade, segurança e qualidade, na hora de realizar sua reforma. Possuímos o suporte completo para o garantir o sucesso do seu projeto. Aqui você pode contar com suporte total, desde gerenciamento de obra a ao projeto de interiores. Agende agora um horário com nossa equipe basta clicar aqui será um prazer atende-lo. Até o próximo artigo, abraços!

Floreiras agregam beleza na decoração

As flores e plantas são uma excelente opção para deixar sua casa mais colorida e perfumada. Elas alegram qualquer ambiente! Porem a maioria das pessoas encontra dificuldade na hora de usar plantas na decoração. Uma boa solução são as floreiras. Com esse móvel, feito exatamente para ser um suporte para vasos, você pode incluir suas plantas favoritas em casa.

 

Existem diferentes modelos de floreiras para usar na decoração. As de parede e janelas são as mais conhecidas, pois otimizam espaços pequenos com muita eficiência, mas você também pode usar a floreira de chão para decorar a varanda gourmet ou adicionar flores na sala de estar. 

É fato que qualquer móvel que tenha espaço para você adicionar vasos e flores pode ser considerado uma floreira. Porém você pode comprar modelos prontos ou projetar uma que atenda perfeitamente as necessidades de sua casa. Mas antes de comprar a floreira, é preciso saber as diferenças entre os modelos e indicações de onde usar cada um deles na sua decoração. 

O primeiro modelo que iremos falar é a “floreira de chão”. Esse modelo é indicado para ambientes amplos. A vantagem desse modelo é que você consegue deixar a decoração ainda mais personalizada e ter diferentes tipos de plantas dentro de casa. Ambientes mais usados: Sacada, terraço, sala de estar ou qualquer outro cômodo que tenha espaço para comportar a floreira. 

A “floreira vertical” Essa é uma opção que permite usar mais a criatividade, além de poder ser usada como uma segunda função. Floreiras verticais podem usar a extensão de toda a parede, ou até mesmo, serem projetadas de fato como divisória de ambientes. É uma solução incrível!

Já para quem tem um espaço reduzido, a melhor escolha é a “floreira de parede”. Essa opção está em alta, podemos ver esse modelo muito presente nos projetos atualmente. Pratica, elas se adequam aos cantinhos, seja na varanda gourmet ou outra parede que você assim desejar. Também é a escolha ideal para quem deseja cultivar uma pequena horta em casa. 

O modelo mais tradicional de todas, é a “floreira de janela”. Mas nem todos podem optar por esse modelo, pois em apartamentos, geralmente possuem diversas regras para decorar a área externa e fachadas, e não é costume de usar uma floreira de janela dos condomínios. Uma opção para quem realmente desejar ter uma em apartamentos, é fazer a fixação da floreira para o lado de dentro da janela. 

Mas para quem reside em casa a dica é, procure combiná-la com o estilo da sua casa. Em fachadas mais rústicas, aposte na floreira de madeira, já uma mais moderna pode ter uma floreira de ferro um pouco mais clean. 

Entrando nessa questão referente ao material, floreiras em madeira e ferro são as mais fáceis de se encontrar em lojas especializadas. A vantagem da madeira é que você pode pintá-la da cor que for mais interessante para você ou destacar o estilo rústico do ambiente. Já os modelos em ferro costumam ser mais moderna. São ideais para serem usados em janelas, apesar de ter maior durabilidade necessita de uma manutenção regular e pintura constate para evitar as intemperes.

 

 

Mas é que o importante de fato, é escolher o modelo que mais lhe aguarde e atenda às suas necessidades. Esperamos que você tenha gostado desse artigo. Caso você necessite de uma ajuda profissional para projetar seus moveis, projetar a sua casa ou apartamento você pode contar com a In.tetto. Você pode marcar um horário com nossa equipe agora mesmo basta clicar aqui será um prazer atende-lo. Até o próximo artigo, abraços!

Banquetas

Um item que não pode faltar na sua decoração!

Não importa qual estilo de decoração você pretende ter no seu imóvel, alguns itens são de extrema importância e necessários para que os moradores se sintam realmente confortáveis. Um desses itens são as banquetas. Você pode não dar o devido valor a elas até precisar de uma! Afinal elas indispensáveis por uma série de motivos, dentre eles o fato de servirem para muitos propósitos. Apesar de sua função principal ser servir de assento, as banquetas podem ser usadas em muitos cômodos, sendo às vezes como um acessório e em outras como o elemento principal. 

No mercado está repleto de opções de banquetas, você consegue encontrar modelos de banquetas para cozinha, banquetas para bancada, banquetas de madeira, banquetas altas, banquetas baixas, banquetas giratórias e por aí vai. Versáteis elas facilmente se enquadram na categoria de móveis que podem agradar diferentes gostos. Porém escolher a banqueta que se adeque perfeitamente a decoração de seu ambiente e necessidades nem sempre é uma tarefa fácil, certamente depois de ler essa matéria você não terá mais dúvidas e não irá errar na hora da comprar as banquetas para a sua casa.

A primeira coisa que você deve ponderar antes de escolher o modelo da banqueta é cômodo que você possui e suas dimensões. Por exemplo, se o ambiente é uma cozinha compacta, não seria indicado uma banqueta mais clássica, por falta de espaço no ambiente. Banquetas clássicas de sua maioria possuem encosto, em um espaço pequeno iria atrapalhar a circulação. Por esse motivo opte sempre por um modelo que converse com a sua cozinha em termos de tamanho, estilo e, é claro, o propósito que ele terá.

Uma outra dúvida comum diz respeito às banquetas para bancada, modelos que representam bem a função dessas peças enquanto móveis. Por mais que muitos acreditem que as banquetas exercem a função das cadeiras e, por assim dizer, não são necessárias, os modelos feitos para bancadas mostram o quão importantes elas são para um ambiente mais funcional.

Porém, nem todos os modelos existentes no mercado são banquetas para bancada. Geralmente, as bancadas são instaladas em boa altura, sobretudo se estivermos falando de modelos de cozinha. Os melhores modelos de banquetas para bancada são as altas ou as que possuem altura regulável, tendo em vista que pessoas de diferentes tamanhos as usarão.

Banquetas de madeira são os modelos mais tradicionais do mercado. Esse modelo é muito utilizado em estabelecimentos comerciais, como bares, restaurantes. A vantagens banquetas de madeira é o fato de permitirem um uso nos mais variados tipos de decoração. 

É claro que sempre é possível encontrar modelos de banquetas de madeira que chamam a atenção pelo estilo mais clássico, moderno ou até industrial. Afinal, quando o assunto são banquetas do tipo, lembramos sempre dos modelos mais crus, que possuem poucos detalhes e são mais funcionais. 

As banquetas se dividem entre os modelos baixos e altos. as banquetas altas, assim como as baixas, são populares e usadas de muitas formas. Porém como já citado, uma bancada de cozinha pode precisar em muitos sentidos das banquetas altas.

Outra dica importante a se salientar é que, esse é um tipo de banqueta que cumpre muito bem outras funções. Algo comum no mundo da decoração é encontrar quem use as banquetas altas como mesas laterais, em uma composição moderna que pode fazer toda a diferença aos cômodos. Você pode dar asas a sua criatividade e aproveitar as banquetas de outras formas, muitas são as possibilidades decorativas e também funcionais para sua casa. 

Esperamos que você tenha gostado desse artigo. Caso você necessite de uma ajuda profissional para projetar seus moveis, projetar a sua casa ou apartamento você pode contar com a In.tetto. Você pode marcar um horário com nossa equipe agora mesmo basta clicar aqui será um prazer atende-lo. Até o próximo artigo, abraços!

Móvel de Apoio

Aprenda a dar um toque de requinte aos ambientes usando móveis de apoio!

Cada detalhe de uma decoração de interiores é especial. Além de simbolizar uma necessidade, uma preferência, existem móveis que até mesmo carregam inclusive uma memória afetiva e outros que estão ali sempre disponíveis para atender inúmeras funções. Aparador é um desses móveis de apoio multifuncionais. E hoje iremos falar e dar alguns exemplos de como usar móveis de apoio na na decoração de interiores.

O aparador é considerado uma peça curinga na decoração de interiores. Esse móvel pode ajudar os decoradores na composição de cenários em vários estilos diferentes e, além de apresentar múltiplas funções dentro dos ambientes. Para quem deseja cômodos mais belos, elegantes e práticos deve acrescentar um item assim na lista de artigos novos para a casa.

Desde a antiguidade, quando os arquitetos projetavam interiores de palácios e nobres residências, os aparadores já eram vistos como móveis nobres. Sendo assim, podemos concluir que por esse motivo sempre foram colocados em áreas de recepção ou áreas de grande relevância de circulação de pessoas. Porém em nossos dias ganharam outras releituras, com formas mais ousadas e tonalidades descontraídas.

Atualmente, é possível encontrar aparadores e móveis de apoio de todos os tamanhos e estilos nas lojas. Basicamente, a maioria dos modelos segue a mesma ideia de volumetria uma peça estreita e comprida, com altura aproximadamente de 75 a 80 cm com gavetas ou não.

A variação de modelos e materiais é vasta, existem móveis de apoio com estilo rústico, todo feito em madeira, já outros menos robustos, com visual mais clean, linhas retas, cores neutras e detalhes reluzentes e até mesmo transparentes. Os minimalistas, com pintura em laca branca ou completamente cobertos de espelhos por exemplo.

Um modelo de móveis de apoio que está em alta é o vintage. Móveis assim como bombê costumam ser bonitos, muito coloridos, porém ainda sofisticados. Eles seguem uma estética mais antiga que combina com propostas românticas, retrô e escandinavas. E quase sempre apresentam detalhes de design bem marcantes, como pés palitos ou entalhes. Se você quiser saber um pouco mais sobre o tema “ Vintage” clique aqui e confira uma matéria de nosso blog que aborda a diferença entre o Vintage  e o Retro.

Integrando móvel de apoio no Hall de entrada

No geral, os móveis de apoio e aparadores são mais bem utilizados em ambientes da casa como hall de entrada e corredores. Isto porque este é um móvel que foi inicialmente projetado para atender áreas sociais de residências.

Hoje os modelos encontrados no mercado são mais versáteis, podem muito bem se adaptar a todo o restante da casa. Mas, claro que é na entrada da residência que sua presença poderá ser mais bem aproveitada.

O hall é como um cartão de visitas da decoração do imóvel. Quer dizer que o próprio aparador pode contribuir para anunciar tudo o que está por vir, qual o estilo de design que a pessoa deve esperar ao ver o restante dos cômodos da casa. O aparador servirá de apoio para quem chega e precisa apoiar algum objeto. Além de preencher com ornamentação o espaço, dando melhor boas-vindas para quem entra na casa.

Sala de Estar e Jantar

O aparador pode ser usado também para aproveitar alguma parede vazia da sala de estar. Outra opção é utilizar a peça atrás do sofá, quando o mesmo estiver com as costas desprotegidas em consequência da posição em que se encontra no layout. 

Além ajudar a compor um acabamento para o conjunto. O móvel ainda poderia ajudar a dividir a zona de estar da de jantar. No espaço das refeições, o aparador pode ser utilizado como suporte da mesa de jantar.

Como usar o aparador no quarto

 

Dependendo do design o móvel de apoio pode servir de bancada de estudos ou mesa de computador. Outra opção de uso seria dar apoio a um lindo espelho e acabar sendo usado como penteadeira ou mesa de maquiagem, acompanhado de uma confortável cadeira. Um aparador no quarto pode ser bem útil e prático, ele pode ser usado como apoio para cama ou como mesinha para tomar café

Cozinha, Varanda e Banheiro

Diferente do que se possa imaginar, os móveis de apoio também pode aparecer na decoração do Cozinha, Varanda e Banheiro. 

Na cozinha, ele pode ser usado como uma bancada auxiliar ou cantinho do café. Já na varanda, como uma prateleira para vasos de plantas ou apoio para servir um gostoso churrasco feito na churrasqueira. E no banheiro o aparador pode ser usado como um substituto da bancada da pia.

Agora que você já sabe para que serve o móvel de apoio e como ele pode ser utilizado na decoração de interiores, é sua vez de escolher um modelo. Estude se alguma peça pode combinar com a sua casa e atender às suas necessidades. Se ainda tem dúvidas em como valorizar a decoração dos ambientes de seu imóvel com aparador, reveja as imagens deste texto. Elas podem te inspirar a compor um ambiente único.

Esperamos que você tenha gostado do artigo tenha ajudado você a se inspirar e escolher a melhor forma de usar o aparador em sua decoração. Porém não esqueça, caso você precise de uma ajuda profissional para projetar seus moveis, projetar a sua casa ou apartamento você pode contar com a In.tetto. Você pode marcar um horário com nossa equipe agora mesmo basta clicar aqui será um prazer atende-lo. Até o próximo artigo, abraços!

Estante para Brinquedos: Organizando Quarto Infantil

O que vem em sua mente quando pensa em quarto de criança, melhor quando você visualiza mentalmente o quarto do seu filho? Brinquedos espalhados para todos os lados ou pelo chão? Bom se essa foi a imagem que veio em sua mente então você precisa ler essa matéria.

A estante para brinquedos é um móvel essencial para manter a organização no quarto das crianças, além de ser uma forma muito prática de incentivar a independência delas afinal elas mesmas podem guardar seus brinquedos no lugar quando a brincadeira termina. 

Existem diversos modelos de estante para você usar de acordo com o tamanho do quarto.

Por exemplo, a estante nicho para brinquedos, é ótima para quem tem pouco espaço e ainda serve de elemento decorativo para o ambiente. Já a estante para guardar brinquedos pode ser baixinha, perfeita para criança tirar e colocar os brinquedos no lugar.  O ideal é que a estante para guardar brinquedos tenha o tamanho adequado para comportar todos os brinquedos com o máximo de organização. 

Você pode optar por uma estante infantil para brinquedos conforme a quantidade de brinquedos e o tamanho do quarto. Em caso de muitos brinquedos e pouco espaço para colocar uma estante para organizar, você pode utilizar as caixas organizadoras para guardar no alto os brinquedos que eles menos gostam de brincar no dia a dia e os favoritos ao alcance deles, essa é uma solução bem pratica! 

Caso tenha muito espaço e pouco brinquedo, você pode comprar uma estante nicho para brinquedos e colocar bonecos decorativos, livros , porta retratos para compor os nichos e auxiliar na decoração do quarto infantil.

A cor da estante para brinquedos por si só já se tornou um elemento bonito para a decoração. Não há muitos brinquedos na decoração, porém, as misturas de cores e ursos de pelúcia, bonecos, e livros divertidos tornaram a decoração linda. 

De acordo com a teoria montessoriana, as crianças precisam ter tudo ao alcance delas, brinquedos, cama, guarda roupa, para que elas aprendam desde cedo que não dependem dos pais para brincarem e fazerem atividades simples no dia a dia.

Pensando na teoria, a estante de brinquedos para quarto infantil também precisa ser baixa e ter os brinquedos à disposição da criança. Você pode usar as caixas organizadoras e ensinar a criança qual tipo de brinquedo ela precisa guardar em cada uma, assim você evita que as crianças desorganize tudo ao procurar por um brinquedo que gosta. 

Quarto colorido e com móveis inusitados também é uma forma de estimular a criatividade da criança. Sendo assim, a estante infantil para brinquedos pode ter detalhes que impressionem e sejam criativos. 

A estante pode ser colocada acima da escrivaninha, ou compondo o painel de tv. Existem modelos mais econômicos e lindos de estantes feitas de caixotes. É só pintar e revestir com tecidos lindos. 

Esperamos que você tenha gostado dessa matéria e de nossas dicas para estante para brinquedos, porém não esqueça caso você precise de uma ajuda profissional para projetar e decorar sua casa ou apartamento você pode contar com a In.tetto. Agende um horário com nossa equipe agora mesmo basta clicar aqui será um prazer atende-lo. Até a próximo artigo, abraços!

Como decorar salas pequenas

A sala de estar é o ambiente preferido de muitas pessoas e parada obrigatória para visitantes e moradores. É nesse ambiente da casa que ficamos a vontade, descansamos e recebemos as pessoas queridas. Por isso, todo cuidado é importante para garantir que a sala de estar decorada possa ser, ao mesmo tempo, aconchegante, confortável e funcional.

Na internet encontramos muitas dicas para decoração de salas amplas, mas e as salas pequenas? Por esse motivo preparamos post super bacana para quem quer saber como decorar sala de estar pequena, então vamos lá!

Pensando nas cores e móveis

Para salas pequenas, o ideal é apostar em cores claras de base e objetos como espelhos para ampliar visualmente o espaço. Se atentar para o tamanho dos móveis em relação ao espaço é importante para garantir uma área livre de circulação. 

É bem comum errar na hora de escolher o sofá para a decoração de sala de estar pequena. É importante saber que ele não pode ser muito grande. O correto é você escolher um sofá proporcional ao tamanho da sua sala de estar. Por isso, quando for comprar um sofá, tire antes as medidas da sua sala para escolher um modelo que se encaixe no espaço. A opção retrátil é uma escolha, porém lembra-se de conferir as medidas dele quando aberto para que não interfira na área de circulação.

Dê prefira um sofá com linhas retas, menos profundidade e com uma cor lisa e neutra.

Evite transtornos, escolha primeiramente o sofá, a TV e o Back ou painel, para só depois inserir outros elementos, como poltronas, mesas laterais ou de centro. Dessa forma, você consegue ter a dimensão exata do espaço que “sobrou” e não sobrecarrega o ambiente.

Usando Prateleiras, Nichos e Painel

As prateleiras, nichos e painéis para sala podem ajudar na decoração e também na organização e são a escolha perfeita para a decoração do ambiente pequeno. Os nichos, que são bastante versáteis e podem ser usados também em outros lugares da casa, têm como modelo padrão o formato tipo caixa, mas também pode ser encontrado em outros formatos.

Uma boa dica é unir alguns nichos, criando uma composição bem agradável. Eles são itens elegantes para ambientes pequenos e aproveitam muito bem os espaços verticais desses locais sem atrapalhar na circulação, deixando o ambiente mais moderno e despojado.

 

As prateleiras são uma solução imediata para decorar a sala de estar pequena. Elas são ótimas para colocar itens necessários, mas pouco usado no dia a dia e você pode optar por um modelo simples de madeira ou algo mais sofisticado de acordo com o estilo dos moradores da casa.

A um home, por sua vez, é um objeto funcional e faz toda a diferença no visual do cômodo além de ser um item decorativo. Ele ajuda a fixar o televisor na parede e deixa os fios escondidos por trás dele, deixando um visual mais bonito.

Na hora de decorar, não adicione muitos elementos diretamente no painel, pois o visual fica pesado. Coloque um item que se destaca como um porta retrato ou faça uma composição de apenas um elemento, podendo ser um jogo de livros, vaso etc. Menos nesse caso é mais!

Escolhendo as Cores

As cores são muito funcionais na hora de decorar pois elas influenciam os sentimentos e as sensações das pessoas. Em um espaço pequeno, o ideal é trabalhar os tons claros e neutros, transmitindo sensação de amplitude.

Móveis escuros deixam a sala carregada e pesada, por isso é melhor preferir aqueles de tonalidade clarinha. As paredes devem ser consideradas também, a pintura branca é a mais acertada ou em tons claros, como o salmão, bege, amarelo pastel, azul pastel e cinza claro. Se você tem interesse em aprender um pouco mais sobre como aplicar as cores em ambientes e click aqui e confira uma matéria. 

Use Espelhos

Um dos usos do espelho na sala de estar pequena é para valorizar um objeto e serve também para reproduzir a imagem de algo decorativo agradável ou até de um vaso de flores. Se quiser fazer isso na sua sala, posicione a superfície espelhada de modo que ela reflita essa imagem. Outra opção é instalá-los nas paredes laterais para ajudar a refletir a luz e ampliar o espaço visualmente.

Criando um espaço acolhedor

Você não pode esquecer das cortinas ou persianas, especialmente se o cômodo receber muita luz solar. O excesso de claridade pode incomodar e atrapalhar o cochilo, a leitura e aquele momento de assistir um filme ou série na TV.

Um bom tapete também não pode faltar. Ele vai garantir que a sala se torne mais acolhedora e aconchegante para aqueles bate papos informais, onde todo mundo se senta no chão ou, ainda, durante o inverno para manter a sala mais aquecida.

Esperamos que você tenha gostado dessa matéria e de nossas dicas para salas pequenas, porém não esqueça caso você precise de uma ajuda profissional para projetar e decorar sua casa ou apartamento você pode contar com a In.tetto. Agende um horário com nossa equipe agora mesmo basta clicar aqui será um prazer atende-lo. Até a próximo artigo, abraços!

Classic Blue a cor do ano!

Conheça a cor tendência de 2020: Classic Blue! 

Enfim 2020! Estamos começando uma nova década, que seja mais um ano repleto de realizações e grandes novidades. E para começarmos bem o ano vamos falar um pouquinho sobre cores.

Você já sabe qual foi a cor escolhida para ser tendência do ano de 2020? Não! Então fique sabendo que a Pantone elegeu o Classic Blue como cor do ano para 2020! Já anote aí o nome, pois essa tonalidade é uma das grandes apostas para decorar casas e apartamentos, sem contar que ao entrar no limiar de uma nova era essa cor bem a calhar!

78849783_475272296676183_732204615872806912_n

Para os desavisados, o Classic Blue é um tom azul atemporal e resistente. O Pantone Classic Blue 19-4052 é naturalmente elegante em sua simplicidade. Uma cor tranquila, que traz paz e serenidade, oferecendo uma sensação de proteção ao espírito humano. Impactando sobre a concentração e trazendo uma claridade, leveza e equilíbrio dos pensamentos.

Graças á essas características, o leque de opções para aplicar a cor do ano em diferentes ambientes de casa é amplo e garante resultados sensacionais. Então vamos conferir alguns ambientes e aprender como usar o Classic Blue na decoração? Vamos lá!

Usando o Classic Blue na decoração.

Por estar atrelada á tranquilidade e sofisticação, a cor Pantone Classic Blue é uma ótima aposta para cômodos clássicos e clean. Há diversas maneiras de trazer Classic Blue á sua casa: nos móveis, como sofá, objetos de decoração, papel de parede e mesmo pintura das paredes. A cor cai especialmente bem nos cômodos da sala e do quarto, onde geralmente gostamos de relaxar.  

Mas, caso você tenha vontade de adicionar mais cor para ter um ambiente colorido e diferente, você também como criar composições alegres e vibrantes, misturando tonalidades de amarelo e rosa, por exemplo. 

O Classic Blue se destaca até mesmos nos mais simples objetos e acessórios. 

A maneira mais fácil de incorporar a cor ao seu quarto é por meio da roupa da cama. Com uma bela colcha, por exemplo. 

Mas você também pode adotá-la na própria cama ou cabeceira como nesse projeto da In.tetto Arquitetura e Interiores. 

A vantagem do classic blue é que o tom funciona como tendência de decoração para diferentes ambientes, desde a sala de estar até a cozinha.  

Quer mergulhar de cabeça na cor pantone Classic Blue? Então você pode comprar móveis ou pintar a parede de azul. Mas não precisa pintar todas as paredes da sua sala de azul, por exemplo. Se você 

escolher apenas uma para ganhar destaque e adicionar cores claras, o ambiente fica ainda mais bonito.  

No caso de lugares pequenos, vale a pena equilibrar o azul com um tom mais claro, como o branco, off white e até um cinza claro.   

Elementos nessa cor podem compor diferentes ambientes de casa, principalmente se combinado com elementos dourados ou metálicos. Uma ótima opção para quem busca um resultado mais sofisticado para a decoração de interiores. 

Esperamos que você tenha gostado do artigo tenha ajudado você a se inspirar e escolher a melhor forma de usar a Pantone Classic Blue em sua decoração. Porém não esqueça, caso você precise de uma ajuda profissional para projetar seus moveis, projetar a sua casa ou apartamento você pode contar com a In.tetto. Você pode marcar um horário com nossa equipe agora mesmo basta clicar aqui será um prazer atende-lo. Até o próximo artigo, abraços!

MDF e MDP qual é a diferença?

Provavelmente isso já aconteceu com você na hora de comprar algum móvel, pintou aquela dúvida MDF ou MDP? Essa questão sobre a diferença entre o material confunde muito as pessoas pois a grande maioria não entende sobre o assunto. Então para acabar com essa dúvida de uma vez por todas iremos explicar hoje me nosso blog as principais características e diferenças entre o MDF e o MDP. Vamos lá!

MDF, o que é?

A sigla MDF significa Medium Density Fiberboard, traduzimos por placa de fibra de média densidade, é um material versátil e resistente que surgiu no mercado no ano de 1997 como alternativa a madeira aglomerada. Na realidade é um painel de madeira reconstituída, produzido por meio da aglutinação de fibras de madeira com resinas sintéticas e aditivos. As placas de madeira são coladas umas sobre as outras com resina, e fixadas através de pressão.

 

Além de ser um produto ecologicamente correto também é mais barato que a madeira natural e substitui com êxito variados usos da madeira na decoração de interiores.

Conheça as principais características

Por serem totalmente homogêneos as placas de MDF não apresentam nódulos em seu interior, o que permite que cortes em todas as direções, facilitando o design de cada peça. É um material, leve e resistente, fácil de manusear e transportar mas que requer alguns cuidados: colocar muito peso sobre ele (para isso deve-se considerar a espessura da placa), arrastar objetos sobre ele e o contato com a água, pois apesar de serem resistentes a umidade, não toleram o contato direto com a água. As placas podem ser pintadas ou laqueadas oferecendo assim uma grande variedade de personalização dos espaços através das cores. 

As chapas de MDF são fabricadas com qualidades distintivas, conforme a utilização final.

As espessuras variam de 3mm a 60 mm. Seus correlatos de alta e super densidade, o HDF e o SDF, apresentam menor espessura. Assim como o aglomerado, o MDF possui boa estabilidade e grande capacidade de absorção de tintas, mas algumas de suas propriedades, como a resistência, são superiores.”

Aplicação

MDF é uma madeira que permite mais criatividade no design dos móveis, por isso, é indicado em peças que terão partes arredondadas e contornos. O material também é recomendado em casos de usinagem em baixo relevo e entalhamento.

Em área interna pode ser utilizado de diversas maneiras na decoração e composição de ambientes, como construção de móveis, revestimentos de paredes e colunas, rodapés, forros e até mesmo serem utilizados como estrutura de divisórias. Não esquecendo dos pisos laminados que recebem acabamentos que simulam as cores e texturas de vários tipos de madeiras naturais. Apesar de não serem resistentes a água os móveis em MDF podem ser utilizados no banheiro e na cozinha desde que recebam o revestimento adequado em toda a sua superfície e borda. As placas de MDF também são utilizadas na construção civil, na composição de almofadas de portas, batentes e divisórias. 

Os armários planejados para cozinhas confeccionados em MDF costumam ser o mais escolhidos na

 

hora de compor o ambiente. Devido o MDF apresentar grandes vantagens de uso para esse ambiente. Por ser um material leve, com um peso inferior ao da madeira natural, possibilita um ótimo desempenho do móvel, tornando mais fácil o abrir e fechar de portas e gavetas. A maleabilidade do material proporciona aos móveis uma finalização perfeita que se destaca ainda mais com os acabamentos recebidos como o brilho ou a suavidade da laca, bem como as texturas dos acabamentos em BP ou AP. Sendo o acabamento em AP (alta pressão) o mais indicado para resistir a umidade, calor, manchas e arranhões ao qual o ambiente está exposto.

O MDF também por ser utilizado como revestimento de paredes. É ótima alternativa à tinta, ao papel de parede, azulejos e cerâmicas para decorar os ambientes. Eles podem revestir as paredes em suas totalidades, criando um ambiente com toques de sofisticação ou em detalhes decorativos, como por exemplo tendo sua aplicação restrita somente a parte que compreende a televisão.  

MDP, o que é?

Agora iremos falar um pouco a respeito do MDP (Medium Density Particleboard) é um painel de aglomerado constituído de particulas de madeira aglutinadas entre si, com resinas ureicas mediante a ação de temperatura e alta pressão.

Principais características

O MDP, assim como o MDF, possui boa estabilidade e grande capacidade de absorção de tinta, o que assegura excelente acabamento em caso de pinturas e revestimentos. O material é produzido em três camadas: uma grossa no miolo e duas finas nas superfícies, todas com grande uniformidade das partículas. Suas características mecânicas superiores às de materiais similares, conferem mais resistência no arrancamento de parafusos, por exemplo, e redução de empenamentos.

Aplicação do MDP

Empregado na construção de painéis tamburatos (painel estrutural composto que tem miolo de papel reciclado em formato de colmeia de abelha), já que apresenta ótima absorção de cola, e em partes internas não aparentes. O móvel feito de MDP pode ser considerado mais resistente e com maior durabilidade que o móvel feito com MDF. Mas ele é recomendado para a fabricação de móveis com linhas retas, sem formas orgânicas muito exageradas, baixo relevo ou cantos arredondados.

 

 

Principais diferenças entre os dois

Em resumo podemos dizer que as diferenças na composição dos materiais é que;

O MDF é feito de partículas de madeira aglutinadas em duas camadas finas e uma grossa. Já o MDP de fibras de madeira que, em placas, são coladas umas sobre as outras. Devido essas características MDP é um material resistente, porém de uso limitado. É usado em artigos de linha reta, como portas, prateleiras, gavetas e demais peças retas. Enquanto o MDF apresenta maleabilidade, permitindo a formação de curvas, possibilitando maior liberdade de criação e aplicação. 

Outra diferença entre os dois materiais é que o MDP apresenta alta absorção de tintas no acabamento final e o MDF não. Assim, para essa finalidade, as placas de MDF tornam-se mais vantajosas, já que permitem, por exemplo, que a finalização em laca seja mais homogênea, sem irregularidades na superfície.

Essa característica também influencia na relação ao custo-benefício. Para uso em parte externa, madeira com menos poros, têm menos absorção e, consequentemente, menos custos com tintas. Para uso interno, em contra partida, o MDP é o mais rentável. Permite ótima colagem e o custo do material é bem menor.

 

 

Concluindo, cada um tem sua finalidade. Não podemos dizer que um é melhor que o outro, porque cada um se aplica de uma maneira.

Esperamos que você tenha gostado do artigo tenha ajudado você a entender um pouco sobre o tema. Porém não esqueça, caso você precise de uma ajuda profissional para projetar seus móveis, projetar a sua casa ou apartamento você pode contar com a In.tetto. Marque um horário com nossa equipe agora mesmo basta clicar aqui será um prazer atende-lo. Até o próximo artigo, abraços!

Quarto para estudantes

Hoje em nosso blog iremos falar sobre quarto de estudantes, iremos compartilhar com vocês algumas dicas de composição para esse ambiente. Mas antes de entramos no assunto é apropriado entender as necessidades da rotina do proprietário do quarto, afinal estudantes normalmente possuem uma rotina intensa, com necessidades características que precisam de atenção.

Conforto e organização no geral estão inclusas nessas necessidades. Podemos listar até como prioridade, então tenha em mente que para ao criar um espaço perfeito você precisar dar a máxima atenção a esses dois itens.  

O ponto central é criar um ambiente que proporcione uma boa qualidade do sono, mas que também permita que o estudante mantenha a concentração e que estimule o aprendizado.  

 

 

Traçando o perfil

Traçar o perfil do estudante irá ajudar muito pois há diversos tipos de estudantes, não é mesmo? Existem aqueles que estão no ensino médio, no cursinho pré-vestibular ou na faculdade. 

Conhecer esse perfil é fundamental pois com base nessas características estudantis você identificará alguns aspectos e necessidades como: organização, espaço e funcionalidade. São pontos que importantes e único de aluno.  

 

Um quarto de estudante precisa ser funcional. Então para compor esse espaço opte por itens versáteis, práticos e que otimizam o espaço. 

Nesse sentindo a mobília pode ajudar muito. O mercado está repleto de moveis que exercem mais de uma função, é justamente por esses que você deve optar. Moveis Multiuso é uma alternativa para o aproveitamento desse ambiente. Além disso, lembre-se que o objetivo é manter um quarto organizado. Em relação a cor da mobília opte pelas tonalidades neutras e claras são uma aposta certa para um ambiente clean. 

Não se esqueça do estilo!

Crie um ambiente descontraído, fuja dos padrões! Apesar desse tipo de quarto ser padronizado, você pode personaliza-lo com o seu estilo. Pense, você pode optar por uma decoração clássica, despojada ou alternativa. O importante é escolher uma decoração compatíveis com a sua personalidade. 

 

Uma dica para deixar o quarto com um visual atraente e moderno é optar por estampas e cores vibrantes, em detalhes como a cabeceira, almofada, escrivaninha, quadros, entre outros que façam parte do quarto. As tonalidades nesses objetos agregam vida ao espaço e podem influenciar, inclusive, no estímulo aos estudos. Afinal, é mais estimulante estudar num ambiente descontraído, personalizado com seu estilo, que tenha a sua cara! 

Primeiramente, é necessário saber separar o lugar de realizar cada atividade. Pensando nisso, vale ressaltar que as horas de leituras merecem ser passadas em um cantinho especial. Então, a dica é garantir uma poltrona e uma mesa lateral, onde vai proporcionar o máximo de conforto para colocar em prática essa atividade.  

 

Outra possibilidade é unir o útil ao agradável e usar o mesmo móvel para criar uma área de estudo e um rack organizador. Além de servir como um espaço para ler e escrever, ajuda na arrumação de livros e objetos pessoais.  A escrivaninha é um móvel obrigatório e indispensável para quem deseja manter o foco nos estudos. Fique atento à altura da escrivaninha é importante manter a postura e conforto na hora da leitura. 

Pense no espaço para aguardar os materiais

Todos os estudantes possuem um itens básicos e em comum “ os livros”, e todos precisam de espaço para aguardar seus livros e materiais de estudo. Uma boa opção para manter a organização são:  Os nichos, prateleiras e gaveteiros. Esses elementos mudam completamente o ambiente e são úteis para diversas funções. 

O lado positivo é poder explorar outras cores e formatos através desses acessórios, um simples toque decorativo pode criar um ambiente cativante e benéfico para qualquer pessoa executar os estudos

Considere que esse dormitório precisa estar sempre em sintonia e equilíbrio, sendo assim, procure construir um quarto que não interfira no seu bem-estar

Esperamos que você tenha gostado dessa matéria e de nossa dicas, porém não esqueça caso você precise de uma ajuda profissional para projetar seu quarto ou projetar a sua casa ou apartamento você pode contar com a In.tetto. Você pode marcar um horário com nossa equipe agora mesmo basta clicar aqui será um prazer atende-lo. Até a próximo artigo, abraços! 

Wabi Sabi

Uma tendência que veio do antigo Japão para a decoração de sua casa: conheça o estilo Wabi Sabi, um conceito minimalista, porém cheio de significados.

O Wabi-Sabi é um estilo decorativo oriundo do Japão do século XV, com fortes raízes no budismo zen é considerada por muitos a expressão artística mais próxima da realidade da vida. Podemos traduzir palavras Wabi como ’simplicidade’ e Sabi como beleza. O conceito que tem como princípio aceitar que nada é perfeito e eterno, valorizando a imperfeição dos materiais e objetos, assim com a beleza que vem com a idade.

A perfeição é algo fora do realístico, pois no mundo concreto não existe nada perfeito, acreditar nisso seria como tentar atingir o inalcançável. Segundo o Wabi-sabi a decoração mais valoriza a assimetria, é simples e modesta, que até de maneira geral remete ao estilo rústico.  

Sabe aquele jeans já gasto que você tem, mas que adora vesti-lo pelo conforto que lhe proporciona? Esse exemplo ilustra bem o conceito do wabi-sabi. A aplicação desse conceito pode transformar a percepção de sua casa.  

Ficou curioso (a) para conhecer bons exemplos do estilo wabi-sabi, então vamos lá!  

 

Decorando com objetos simples

Elementos como a argila, a pedra, a madeira crua e outros tantos materiais naturais são um bom ponto de partida para levar essa ideia ai seu lar.  

Objetos robustos, irregulares e humildes valorizam a beleza de uma casa wabi-sabi. Para isso, é só utilizar a argila, a madeira, tecidos e elementos metálicos para a decoração. Ao invés de decorações já prontas, dê preferência ao artesanato, podendo ser feitos por você, amigos, familiares ou artesãos. O processo artesanal é único! 

Cada objeto contém sua própria história, significado e energia. Apreciar algo apenas por sua aparência física é como uma paixão, um fenômeno efêmero, contempla somente o exterior e desconsidera seu interior e valor histórico. Não é necessário utilizar materiais caros para fazer seu próprio artesanato. Já na questão das cores, use tons que harmonizem o ambiente, como verde, marrom e cores rústicas.  

Se desprenda da vaidade e valorize o passado, entenda que imperfeições têm seu valor. 

Geralmente, as casas no estilo wabi-sabi são dominadas por tons terrosos. O mobiliário é de madeira crua, paredes e pisos recebem pouca ou nenhuma pintura ou, no máximo, é usada a cor branca. A principal dica para quem quer decorar com esse estilo é evitar elementos refinados ou mobiliários sofisticados.  

 

Troncos adaptados como mesas de centro, cadeiras simples, estofados desgastados, blocos adaptados como estantes, prateleiras de bambus e etc, tudo o que não aparenta ser novo e fabricado, merece um lugar no seu lar. 

As melhores opções para compor um quarto aconchegante no estilo wabi-sabi é o piso de madeira rústico, a cama de paletes e a parede de tijolos crus. Como no exemplo criar peças simples, rústicas e fortes para decorar seu dormitório. O que vale é fazer boas escolhas para que tudo, possa contribuir com um resultado simples e perfeito em seu lar.  

 

No wabi-sabi luminárias sofisticadas são plenamente dispensáveis. Ao contrário disso, procure reciclar potes, cestas de bambus ou outros itens que seriam descartados. Velas aromáticas artesanais são ótimas para valorizar o romantismo do wabi-sabi. Caso sinta que o interior de sua casa ficou sombrio devido à pouca iluminação, abra bem as janelas e escolhas cortinas de cores claras para que a luz do dia entre.  

 

E você, o que achou do estilo wabi-sabi? Que tal levar esse conceito para o seu lar? 

 Esperamos que você tenha gostado dessa matéria e de nossas dicas, porém não esqueça você precise de uma ajuda profissional para decorar ou projetar o sua casa ou apartamento você pode contar com a In.tetto. Você pode marcar um horário com nossa equipe agora mesmo basta clicar aqui será um prazer atende-lo. Até a próximo artigo, abraços! 

 

 

Como inovar na decoração usando criado-mudo

Confira dicas incríveis para inovar a decoração de dormitórios através do criado-mudo!

Esse móvel super funcional, é um item importante para composição de qualquer quarto! Afinal, quando pensamos em quartos a primeira coisa que vem à mente é que o ambiente precisa ser confortável, aconchegante e organizado! Colocar o celular para carregar à noite, apoiar um creme durante a aplicação, posicionar uma luminária estratégica. Essas pequenas necessidades do dia a dia fazem com que a gente perceba o quanto faz falta um criado-mudo na decoração do quarto. Mas para que isso aconteça é essencial escolher com muito cuidado essa peça porque ele pode deixar a decoração datada ou pesar o ambiente. Então para auxiliar você  nessa escolha separamos alguns ambientes inspiradores!

Aposte em formatos diferentes

A criatividade nunca sai de moda. Sendo assim, não é necessário se apegar aos formatos tradicionais. Ouse, personalize, vá além do visual convencional, o resultado pode ser incrível!

Use peças que combinem com o ambiente

Não confunda criatividade, ousadia com algo totalmente fora do conceito. O segredo da decoração é a harmonia! Sendo assim pense em peças que conversem com o estilo do restante do ambiente. 

As cores e formas precisam compor um cenário. Se sua decoração tem um toque clássico, retrô ou rústico, aposte em peças que combinem com ele. Por outro lado, se é moderna, ouse nos formatos e cores.

Fuja do clichê de sempre usar dois criados-mudos iguais. Se vai colocar uma peça de cada lado da cama, busque alternativas diferentes. 

De um lado, você pode até ter um modelo tradicional, com gavetas e tudo. Mas, no outro, é interessante investir em uma mesa de canto ou outra peça mais arrojada. E se não existir a necessidade, aposte em uma peça  única!

Busque alternativas

Existem objetos inusitados que podem servir como criado-mudo: Tambores, nichos, troncos de árvore, enfim opções não faltam! Mas tome cuidado para não dar a ideia de que esses objetos são quebra-galhos. Eles devem ser escolhidos pensando no estilo e em como vão ajudar a compor um ambiente bonito e funcional. 

A iluminação faz toda a diferença

Dê o destaque que essa peça merece com uma iluminação adequada. Pode ser com um abajur apoiado ou com uma luminária suspensa que faça dele o centro das atenções.

 

Esperamos que você tenha gostado das dicas! Caso você precise de uma ajuda profissional, você pode contar com a In.tetto em seu projeto, e deixar sua casa perfeita! Possuímos uma equipe de arquitetos e designers de interiores preparada para atender a sua necessidade e ajudar você a realizar o seu sonho! O melhor escritório de arquitetura e interiores do Tatuapé e região é aqui!